header top bar

section content

Polícia Civil indicia médico que fez cirurgia na digital influencer Liliane Amorim

A modelo faleceu em 24 de janeiro de 2021 após complicações de uma lipoaspiração.

Por Luiz Adriano

01/03/2021 às 14h02 • atualizado em 01/03/2021 às 14h11

Liliane Amorim era modelo e digital influencer de Juazeiro do Norte-CE. (Foto: Divulgação)

O médico-cirurgião que realizou a lipoaspiração em Liliane Amorim, modelo de Juazeiro do Norte, na região do Cariri cearense, que faleceu no último dia 24 de janeiro, em um hospital da cidade, por complicações oriundas da cirurgia, foi indiciado pela Polícia Civil por crime culposo, quando não há a intenção de matar.

A defesa do médico emitiu uma nota que enfatiza a inocência do profissional e “nega de maneira veemente que tenha agido com imprudência ou negligência na condução do caso, o que ficará demonstrado no decorrer da apuração dos fatos”, diz a nota.

VEJA TAMBÉM

Laudo diz que digital influencer de Juazeiro do Norte morreu por inflamação após perfuração no intestino

O QUE DIZ A PERÍCIA

Liliane fazia sucesso nas redes sociais. (Foto: Reprodução/instagram)

O delegado Luiz Eduardo da Costa, responsável pela investigação do caso, disse que houve “falta de cuidados e cautelas”. Segundo ele, esse tipo de negligência foi o que agravou o quadro de saúde de Liliane após a lipoaspiração.

Luiz Eduardo disse ainda que a postura da polícia baseia-se nos resultados alcançados na investigação: “Com tudo o que foi investigado e todos os elementos colhidos no curso das investigações, ficou evidente que se trata da possibilidade de um homicídio culposo, onde o médico não previa o risco de produzir o resultado. Contudo, por falta de cuidados e cautelas, teria causado o resultado grave”, pontuou o delegado.

A autoridade policial também afirmou que a alta médica da então paciente Liliane Amorim se deu de forma “prematura”. Ele afirmou que o médico agiu com imprudência e imperícia.

“Ficaram muito claras a imprudência e a negligência por parte do médico. A imprudência demonstrada quando ocorreu a alta médica de Liliane, ainda com muitos sintomas e dores. Segundo depoimentos, a vítima chegou a sair do hospital de cadeira de rodas. Entendemos, desta forma, que houve uma alta prematura, pois o médico foi consultado quanto à permanência dela no hospital”, relatou.

O delegado detalhou pontos importantes da negligência médica. Segundo Luiz Eduardo, durante o período em que a modelo ficou em casa, não houve nenhum tipo de acompanhamento por parte do profissional de saúde: “Porque não houve assistência necessária à paciente, que se queixava de diversos sintomas, além de não conseguir se alimentar ou dormir, e o médico se encontrava fora da cidade”, explicou.

LILIANE AMORIM

O Laudo da morte de Liliane Amorim foi concluído pela Perícia Forense do Estado do Ceará (PEFOCE). (Foto: Divulgação)

Liliane Amorim tinha 26 anos e faleceu no último dia 24 de janeiro em um hospital no centro de Juazeiro do Norte. A digital influencer estava internada após ter sido submetida a uma cirurgia de lipoaspiração. Segundo a família, ela foi operada no dia 9 de janeiro, sendo que, por motivos de complicações teve que ser cirurgiada novamente no dia 15 do mesmo mês.

Liliane era natural de Afogados da Ingazeira (PE). Ela publicava conteúdos relativos a viagens, saúde e beleza em suas redes sociais. A digital influencer chegou a conseguir mais de 260 mil seguidores.

CEARÁ 1

PARAÍBA

VÍDEO: Secretário executivo de Educação explica nova meta de alfabetização e fala em obras em Cajazeiras

COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO

VÍDEO: Colunista diz que CPI é necessária para que haja transparência com recursos públicos

CONFUSÃO VIROU NOTÍCIA NA TV

VÍDEO: Cajazeirense que produz conteúdo sensual diz que foi agredida por vizinha de condomínio em SP

MUITA LAMA

VÍDEO: Mulher cobra melhorias em torno do Perpetão e critica vereadores: “Ninguém vê a cara de nenhum”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!