header top bar

section content

Foragido da Justiça e acusado de envolvimento em cerca de 200 homicídios é preso em uma mansão, no Ceará

Segundo a polícia, o suspeito pretendia abrir uma clínica de estética em Iguatu para lavagem de dinheiro do tráfico

Por CEARÁ 1 com Assessoria PCCE

14/01/2021 às 09h08 • atualizado em 14/01/2021 às 09h19

O acusado é foragido da Bahia, tem 36 anos e é suspeito de participar em cerca de 200 homicídios (Foto: Divulgação/PCCE)

Um homem de 36 anos foi preso nesta terça-feira (12) em Iguatu, cidade da Região do Centro Sul cearense. Conforme o delegado Marcos Sandro, titular da Delegacia Regional de Iguatu e responsável pelas investigações, o suspeito juntamente com sua companheira, 30, tentavam se estabelecer no Ceará através de um plano ambicioso: montar uma clínica de estética na cidade em nome dela.

Segundo a polícia, o homem foi preso em casa, em uma mansão localizada no bairro Planalto, em Iguatu. Contra ele, existiam quatro mandados de prisão em aberto. Todos oriundos do Poder Judiciário da Bahia, onde as investigações apontam que ele é envolvido em cerca de 200 homicídios.

VEJA TAMBÉM

Foragido da Justiça do Pará e acusado de homicídio é preso em Cajazeiras

Há três meses no Ceará, o casal tinha uma vida de luxo e ostentação. Eles moravam em uma casa de alto padrão em um bairro nobre de Iguatu. De acordo com as investigações da polícia, a clínica de estética que seria montada na cidade em nome da mulher, teria o intuito de lavar o dinheiro oriundo do tráfico de drogas do coletivo criminoso no qual o acusado é chefe na Bahia.

Segundo a polícia, o casal tinha uma vida de ostentação, em Iguatu-CE (Foto: Divulgação/PCCE)

A polícia apreendeu com o casal, 47 relógios importados, além de joias e aparelhos telefônicos de última geração. O veículo utilizado pelos suspeitos, uma Hilux cinza, foi comprada há 20 dias e o pagamento de R$ 210 mil foi feito à vista. Outro fato que chamou atenção dos policiais foi a quantidade de chips de celular apreendidos em poder do suspeito: 29 no total. Também foi apreendida uma adaga, que representa poder no grupo criminoso que ele chefia.

Material apreendido com o suspeito (Foto: Divulgação/PCCE)

Ainda na noite da terça-feira (12), em um forte aparato de segurança, o suspeito foi transferido de Iguatu, por meio de uma aeronave da Coordenadoria de Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para um local – não divulgado por questão de segurança – onde permanecerá preso até que seja recambiado para Bahia.

A ação foi realizada pela Polícia Civil (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Iguatu e o Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), e da Polícia Militar do Ceará (PMCE), por intermédio do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque).

A prisão

As equipes policiais chegaram ao esconderijo do foragido da Justiça após uma investigação que durou três meses. O suspeito foi capturado após os policiais localizarem o carro utilizado por ele e pela companheira para se deslocarem pelas ruas de Iguatu sem serem notados. O veículo foi interceptado pelos policiais. No carro estava a companheira do suspeito, que levou os policiais até a residência do casal. No local, o acusado, que se apresentava no Ceará com um nome falso, foi rendido e preso.

CEARÁ 1

SITUAÇÃO COMPLICADA

Prefeito envia à Câmara Projeto de Lei e gera embate entre presidente do Sinfunc e servidor público

ATUANTE

VÍDEO: Prefeito eleito o “Melhor do Ano” agradece votação aos 15 municípios da região de Cajazeiras

EFEITOS DA COVID

VÍDEO: Deputado cearense diz que Brasil chega à 40 mil mortes por mês: ‘Poderíamos ter evitado’

INTENSIDADE PLUVIOMÉTRICA

VÍDEO: Grande quantidade de chuva alaga diversos pontos em João Pessoa; confira fotos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!