header top bar

section content

Policia Civil prende homem acusado de atear fogo na casa da ex- companheira em cidade do Cariri cearense

O suspeito se encontrava foragido e foi capturado pela Polícia Civil na tarde da última sexta-feira (11)

Por CEARÁ 1 com Assessoria PCCE

14/12/2020 às 13h05 • atualizado em 14/12/2020 às 13h11

O homem de 35 anos foi preso por força de mandado de prisão preventiva, após um trabalho investigativo da Polícia Civil do Estado do Ceará através da Delegacia de Defesa da Mulher (DMM) do Crato (Foto: Ilustrativa)

Um homem foi preso na tarde da última sexta-feira (11) acusado de atear fogo na casa da sua ex-companheira na cidade do Crato, Cariri cearense. O caso foi registrado no último dia 20 de novembro deste ano. O acusado, que estava com mandado em aberto e se encontrava foragido, foi capturado no município de Trairi, Região Norte do Estado, a 120 km de Fortaleza.

O homem de 35 anos, que já responde por tentativa de homicídio e posse de drogas, foi capturado e preso, por força de mandado de prisão preventiva, após um trabalho investigativo que apontava o acusado como principal suspeito de atear fogo na residência da sua ex-companheira. Segundo informações policiais, no momento em que a vítima registrava um Boletim de Ocorrência (BO) na especializada contra ele por violência doméstica, o suspeito foi até o imóvel e incendiou o local . Ninguém ficou ferido durante o fato.

VEJA TAMBÉM

Homem é preso ao se apresentar para audiência e não saber de mandado de prisão, em cidade do Ceará

O mandado de prisão preventiva por descumprimento de medidas protetivas e por provocar incêndio em desfavor dele foi cumprido. Agora, ele se encontra á disposição da Justiça.

A ação da Polícia Civil aconteceu por meio da Delegacia de Defesa da Mulher (DMM) do Crato.

Denúncias

A população pode sempre contribuir repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais na região. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); ou ainda para os números (88) 3102-1250, da Delegacia de Defesa da Mulher (Crato). O sigilo e o anonimato são garantidos.

CEARÁ 1

DEDICAÇÃO

VÍDEO: Vereador homenageia professora de Umari uma dos autores de material didático do estado do Ceará

SINCERA

VÍDEO: Vereadora de Ipaumirim se arrepende de ter votado em Lei sobre Organizações Sociais

VENCEU O VÍRUS

VÍDEO: Pai de Gefferson Moura recebe alta hospitalar, após 45 dias de internação devido a Covid-19

DESUMANO

VÍDEO: Advogada questiona decisão que sentenciou casal de idosos para deixar residência em Patos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!