header top bar

section content

Operação do Gaeco/CE prende foragida condenada por matar filha de um ano e nove meses em ritual de magia

O crime aconteceu no dia 23 de fevereiro de 2005, em Natal, no Rio Grande do Norte.

Por Ascom - MPCE

03/10/2019 às 17h28

Agentes do GAECO cumpriram o mandado de prisão. Foto: Reprodução

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ceará (GAECO), com apoio da Polícia Militar, deflagrou uma operação nesta quinta-feira (03/10) que terminou com a prisão de uma mulher, de 40 anos, condenada por participar do assassinato da própria filha, de um ano e nove meses, num suposto ritual de magia. O crime ocorreu no dia 23 de fevereiro de 2005, na periferia de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Civil do RN, a criança foi encontrada amarrada, com hematomas na cabeça resultantes de pedradas e com os lábios cortados em uma encruzilhada perto da casa onde morava.

VEJA TAMBÉM: 

Mãe e padrasto são presos por matar criança de 1 ano e forjar desaparecimento no Ceará

Criança de 11 anos é morta após irmão escapar de execução

A acusada e o companheiro, padrasto da menina, foram condenados pelo Tribunal do Júri em 2007 por homicídio triplamente qualificado. O padrasto foi condenado a 15 anos e seis meses de reclusão, sem direito a recorrer em liberdade. Já a mãe da criança pegou 14 anos e seis meses de prisão. Ela não chegou a ser detida e recorreu da sentença. Em 2012, após o Tribunal de Justiça do RN confirmar a decisão da primeira instância, a mulher fugiu de Natal.

Havia um mandado de prisão em aberto contra a acusada no Banco Nacional de Mandados de Prisão. Em contato com o GAECO do Ceará, o Grupo do MP do Rio Grande do Norte obteve informações que ela estava morando na cidade do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. A mulher é natural de Fortaleza e tem vários parentes no Ceará.

Nesta quinta-feira (03/10), após diligências próximo à casa da foragida, agentes do GAECO cumpriram o mandado de prisão contra a mesma, que está à disposição da Justiça. Ela deve ser transferida para Natal para cumprir a pena.

Por Ascom – MPCE

Recomendado para você pelo google

AGRESSÃO AO MEIO AMBIENTE

VÍDEO: Após lutar contra fogo em serra, padre faz alerta sobre queimadas ‘criminosas’ em Cajazeiras

COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras abre campanha Outubro Rosa com entrega de mamógrafo para a população

ECONOMIA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe empresário José Kennedy e debate sobre o setor calçadista no Brasil

JUSTIÇA

VÍDEO: Xeque Mate promove debate entre promotor e advogado sobre nova lei de abuso de autoridade