header top bar

section content

Família de torcedores encontra escrivã que os salvou de linchamento em Fortaleza

Tárgilla Bié andava à paisana, nos arredores da Arena Castelão, quando dispersou torcedores que agrediam pai e filho.

Por G1 CE

09/08/2019 às 06h56 • atualizado em 08/08/2019 às 18h03

A escrivã Tárgilla Bié encontrou a família dos torcedores que ela salvou de linchamento em Fortaleza. — Foto: Matheus Facundo/ SVM

A escrivã da Polícia Civil do Ceará Tárgilla Bié Brito encontrou a família dos dois torcedores que ela salvou de linchamento nos arredores da Arena Castelão, em Fortaleza, pela primeira vez depois do ocorrido. Cleiton Coelho e Rian Coelho, pai e filho, levaram um presente para a policial, como forma de agradecimento, na manhã desta quinta-feira (8), na sede do Complexo de Delegacias Especializadas (Code).

Grávida de cinco meses, Tárgilla, de 25 anos, andava à paisana pela Avenida Silas Munguba, no último sábado (3), quando viu um grupo de torcedores com camisas do Fortaleza começar a agredir duas pessoas que estavam em uma moto, vestidas com camisa do Ceará. Ela atirou para cima e dispersou os agressores, evitando o linchamento de pai e filho.

No encontro com a mãe do adolescente, a escrivã se emocionou. “As orações da senhora eu tenho certeza que me colocaram para estar lá naquele momento e salvar eles”, desabafou, entre abraços com a família. “Ela estava no lugar certo na hora certa, arriscando a vida dela e do bebê dela que está para vir ao mundo para proteger duas pessoas que ela nem conhecia”, agradeceu, emocionada, Albertina Coelho, mãe do adolescente. Tárgilla estava de folga no dia do ocorrido.

Rian, de 15 anos, não conseguiu conter a felicidade no momento do encontro. Ele e os familiares compraram uma bolsa para Tárgilla. “Nenhum presente agradece o suficiente o que ela fez. Foi muita nobreza dela fazer aquilo”, declara o adolescente. Antes do encontro, o pai se dizia “muito ansioso”: “É um momento mais do que importante, ela não só salvou a vida do meu filho, ela também me salvou e eu jamais vou esquecer o que ela fez para a gente”.

“Eu tenho certeza que Deus me colocou naquele momento para proteger eles porque sabia que eu ia ter essa atitude e ia estar cuidando de mim e da minha bebê também. Eu fiz porque, se um dia, acontecesse com um familiar meu ou minha filha, eu ia querer que alguém capacitado estivesse lá”, relata a escrivã policial, que trabalha há pouco mais de um ano na Delegacia Metropolitana de Horizonte.

Na última quarta-feira (8), Tárgilla foi elogiada pelo delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Marcus Rattacaso, que definiu como ‘ato de bravura’ a atitude da escrivã.

Fonte: G1 CE - https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2019/08/08/familia-de-torcedores-encontra-escriva-que-os-salvou-de-linchamento-em-fortaleza.ghtml

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO E FOTOS: Familiares e amigos celebram o centenário do cajazeirense, José Rolim Guimarães

CULTURA

Professoras da UFCG de Cajazeiras lançam livro sobre ‘Ética, Bioética e Controle Social da Ciência’

RELIGIÃO

VÍDEO: Festa de Nossa Senhora da Guia, padroeira de Patos é oficialmente lançada. Confira a programação!

SOLUÇÃO

VÍDEO: Continuando série sobre o lixão, Xeque Mate fala de ações para resolver problemática do lixão