header top bar

section content

Polícia Civil cumpre 47 mandados de prisão em operação contra o crime organizado em Sobral, no Ceará

A organização criminosa atuava em todos os bairros da cidade e é suspeita de cometer crimes como assaltos a bancos e homicídios.

Por G1 CE

13/06/2019 às 10h18

A organização criminosa atuava em todos os bairros da cidade e é suspeita de cometer crimes como assaltos a bancos e homicídios.

A Polícia Civil do Ceará cumpre, na manhã desta quinta-feira (13), 47 mandados de prisão em uma operação contra o crime organizado em Sobral, no norte do Ceará. Cerca de 200 agentes de todo o estado cumprem ainda 54 mandados de busca e apreensão desde a madrugada. Até a publicação, 17 pessoas já haviam sido detidas.

Segundo o delegado Marcos Aurélio, do Departamento de Polícia do Interior (DPI) Norte, a organização criminosa atuava em todos os bairros de Sobral e é suspeita de cometer crimes como assaltos a bancos e homicídios.

A operação foi denominada “Os Covardes”, em referência ao grupo criminoso, que era encabeçado por uma dupla conhecida como “Irmãos Coragem”.

Foram apreendidas drogas, munição “e outros documentos importantes que irão instruir o inquérito”, disse o delegado.

Participam da operação policiais da região norte, de Fortaleza e da Região Metropolitana, incluindo forças especializadas, além da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Fonte: G1 CE - https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2019/06/13/policia-civil-cumpre-47-mandados-de-prisao-em-operacao-contra-o-crime-organizado-em-sobral-no-norte-do-ceara.ghtml

Recomendado para você pelo google

DESTAQUE

VÍDEO: Projeto de microcrédito coordenado por cajazeirense vence prêmio internacional em São Paulo

SE SENTINDO TRAÍDO

VÍDEO: Ricardo cita nomes responsáveis por racha e rejeita amizade com João: “Está na página deplorável”

FIM DO SONHO?

VÍDEO: Membro do comitê pede explicações sobre a não entrega do projeto do HU do Sertão dentro do prazo

VÍDEO

Júnior promete apoiar Denise para disputar prefeitura de Cajazeiras e denuncia gestão de Zé Aldemir