header top bar

section content

INOVAÇÃO: Estudantes do Ceará desenvolvem ketchup feito de acerola e ganham prêmio de inovação em Paris

Parte dos lucros obtidos com a venda do produto será destinada a instituições de caridade.

Por Ceará 1 com G1PB

04/12/2018 às 14h02

ketchup feito a partir da acerola foi desenvolvido durante aulas na Universidade Federal do Ceará (Foto: Divulgação)

Um grupo de estudantes e professores do curso de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Ceará (UFC) desenvolveu um ketchup feito a partir da acerola. O alimento, chamado “Natchup”, foi premiado no Salão Internacional da Alimentação, na Feira de Negócios Inovadores, realizada em Paris.

De acordo com a universitária Lorena Freira, uma das alunas que desenvolveram o alimento, o produto tem a coloração, textura e sabor semelhantes ao ketchup tradicional. A diferença é que o molho leva essencialmente acerola, abóbora e beterraba no lugar de tomate e produtos artificias

“É um produto seguro, nutritivo e 100% natural, nada de conservante”, comentou a universitária, que participou do processo de teste de avaliações.

Doações
Parte dos lucros obtidos com a venda do produto será destinada a instituições de caridade. O restante dos valores será direcionado ao patrocínio de mais pesquisas voltadas para o setor, na UFC.

“O Natchup não é só um produto, mas um projeto. Além de incentivar a pesquisa, ciência e tecnologia, ele incentiva a fazer o bem”, ressaltou Lucicleia Barros, chefe do Departamento de Engenharia de alimentos da UFC.

Pesquisa
O molho de acerola nasceu na sala de aula na disciplina de “frutas tropicais”, tendo o objetivo de elaborar um produto saudável e inovador, à base de fruta. Foram feitos 21 testes até chegar ao resultado final.

De acordo com Lucicleia Barros, o Natchup tem acerola como base, fruta rica em vitamina C, abóbora, que contribui para a concentração de fibra e responsável por dar a consistência do produto, e beterraba, que dá a coloração.

O produto foi adquirido por uma empresa cearense do ramo de polpa de frutas. A diretora da Frutã, Ana Patrícia, afirma que a empresa já tinha o intuito de trabalhar com o produtos desenvolvidos em instituições de pesquisas. O Natchup já começou a ser comercializado para o público através da internet. O Natchup custa R$ 14,50.

Fonte: Ceará 1 com G1PB - https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2018/11/30/universitarios-do-ceara-desenvolvem-ketchup-feito-de-acerola-e-ganham-premio-de-inovacao-em-paris.ghtml

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019

PRATICIDADE NA FISCALIZAÇÃO

VÍDEO: TCE-PB inaugura espaço digital público para ideias tecnológicas de controle dos atos públicos

GRUPOS SE ENFRENTAM NA 1ª FASE

VÍDEO: Dirigentes do Sertão comentam sorteio do Paraibano 2019. Atlético enfrentará o ‘grupo da morte’

ASSISTA!

Imagens de câmeras de segurança mostram assalto a comerciante em frente a banco na cidade de Patos