header top bar

section content

Duplas de bombeiros cearenses e cães farejadores vão a Brumadinho auxiliar em buscas

Subtenente J. Maria e o cão Uno e o soldado Gomes com a cadela Anny embarcaram para Minas Gerais na última sexta-feira (2).

Por Ceará 1 com G1CE

04/08/2019 às 07h02 • atualizado em 03/08/2019 às 20h03

Os binômios enviados foram o subtenente J. Maria e o cão Uno, da raça pastor belga malinois, e o soldado Gomes com a cadela Anny, da raça labrador retriever, que já estão trabalhando nas buscas de restos mortais de desaparecidos no soterramento (Foto: Divulgação)

Para auxiliar na busca de corpos de vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, ocorrido em 25 de janeiro deste ano, dois bombeiros militares cachorreiros e seus respectivos cães, chamados de binômios de busca, foram enviados a Minas Gerais pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), através da 1ª Companhia de Busca, Resgate e Salvamento com Cães do Batalhão de Busca e Salvamento (1ª CBReSC/BBS). Eles embarcaram para o Sudeste na última sexta-feira (2).

Os binômios enviados foram o subtenente J. Maria e o cão Uno, da raça pastor belga malinois, e o soldado Gomes com a cadela Anny, da raça labrador retriever, que já estão trabalhando nas buscas de restos mortais de desaparecidos no soterramento. O desastre foi um dos maiores com rejeitos de mineração no Brasil, vitimando 248 pessoas, além de 22 ainda desaparecidas.

Segundo o bombeiro militar tenente Dutra, a missão foi dividida em duas etapas, de acordo com o cenário de solicitação do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG). “Eles [binômios] passarão os primeiros 15 dias em atividade [em Brumadinho], depois retornarão para Fortaleza e, em seguida, na primeira semana de setembro, voltarão à Brumadinho para continuar as buscas”, esclarece.

Os caninos pertencem ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. Uno tem sete anos e quatro meses, sendo o mais experiente, e Anny tem um ano e dez meses. Ambos são integrantes da 1ª Companhia de Busca, Resgate e Salvamento com Cães do Batalhão de Busca e Salvamento (1ª CBReSC / BBS).

Para o tenente-coronel Lino, comandante da CBReSC, “a solicitação dos binômios cearenses para auxiliar nas buscas demonstra o reconhecimento e a capacidade que os cães e a instituição (CBMCE) têm para atuar em um evento dessa natureza, bastante complexo”.

ESTAVA FECHADO

VÍDEO: Após morte de cavalo, defensora de animais aciona a Justiça e desabafa contra hospital do IFPB

PRIMEIRO PASSO

VÍDEO: Deputada e vereadora se unem por universidade no Vale do Piancó e ganham doação de terreno

MAIS UM CASO

VÍDEO: Suposta candidatura laranja de mulher ameaça eleições de São José de Piranhas, segundo advogado

OPINIÃO

VÍDEO: Professor de Direito diz que CPI tem material suficiente para derrubar Bolsonaro; “tem que cair”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!