header top bar

section content

VÍDEO EXCLUSIVO: Irmão de Mariana Thomaz relembra convivência, lamenta feminicídio e cobra justiça

A jovem Mariana Thomaz de Oliveira tinha 25 anos e era natural de Lavras da Mangabeira-CE. Ela foi encontrada morta em um apartamento localizado na Orla do Cabo Branco, em João Pessoa

Por Luiz Adriano

19/04/2022 às 18h46 • atualizado em 19/04/2022 às 18h50

A produção do programa Balanço Diário foi até a cidade de Lavras da Mangabeira, na região do Centro-Sul cearense, e participou na manhã desta segunda-feira (18) de um protesto, onde centenas de pessoas se reuniram para reivindicar justiça no caso Mariana Thomaz, a qual foi assassinada no último dia 12 de março em um apartamento da Orla do Cabo Branco, em João Pessoa-PB.

O apresentador Fernando Antonio ouviu amigos de infância de Mariana, bem como várias outras pessoas que também se manifestaram pelas ruas de Lavras da Mangabeira, ao falarem sobre o caso. Uma vereadora da cidade, Jadna Gomes, falou do sentimento dos munícipes. “Estamos aqui nesta mobilização pedindo justiça, nada mais que justiça. Nós sabemos da impunidade nesses tipos de crime, nesses tipos de situação…Lavras da Mangabeira hoje clama por justiça, clama para que este crime não fique impune”, disse a parlamentar.


VEJA TAMBÉM

Principal suspeito de ter matado vereadora no Cariri paraibano é preso ao se entregar à polícia


Momento da entrevista com Gustavo Thomaz. (Foto: TV Diário do Sertão).

ENTREVISTA EXCLUSIVA

O irmão de Mariana, Gustavo Thomaz, falou com exclusividade à TV Diário do Sertão. Ele disse que ainda não havia se manifestado oficialmente sobre o caso.

Gustavo disse que Mariana era um pessoa que “não enxergava maldade” e que “não suportava uma piada machista”. Ele falou que ela era uma defensora das mulheres e não se conformava com impunidade.

CRIAÇÃO

Único irmão de Mariana, Gustavo explicou que seus pais criaram o casal de filhos sempre mantendo os valores cristãos. Segundo ele, ela era uma pessoa que manifestava bastante respeito com o próximo.

Mariana Thomaz foi assassinada no último dia 12 de março em João Pessoa. (Foto: divulgação).

SUSPEITO

Gustavo disse que “em nenhum momento o suspeito foi namorado dela”. Ele explicou que possivelmente no dia do crime seria o segundo encontro que ela estava tendo com o indivíduo, mas ressaltou que as investigações seguem.

“Morei em João Pessoa e tive a felicidade de voltar para casa com um diploma. Infelizmente com minha irmã o itinerário foi diferente, eu tive que ir lá buscar ela num caixão”, disse Gustavo.


CLIQUE NO LINK ABAIXO E RELEMBRE O CASO

Estudante de medicina natural do CE e que estudou em Cajazeiras, é assassinada por namorado na PB


Assista o programa Balanço Diário desta segunda-feira (18) na íntegra:

CEARÁ 1

VEREADORES

VÍDEO: Em lados opostos, Bruna Veras e Denis Formiga concordam que DAESA é o maior ‘gargalo’ de Sousa”

SOBRE BOLSONARO

VÍDEO: “Estamos enfrentando um adversário que representa o antiamor, a antipaz”, diz Lula em discurso

EM SOUSA

VÍDEO: Governo do Estado entrega equipamentos ao HRS e ex-secretário comenta sobre polêmica do tomógrafo

MÚSICA AO VIVO

VÍDEO: Casal Cleo Moura e Adailson Soares agitam o Show Diário com muito forró em clima de São João

Recomendado pelo Google: