header top bar

section content

Assaltante morto em parada de ônibus foi baleado por policial de folga, no Ceará

O suspeito anunciou assalto para um policial militar à paisana que estava na parada

Por Diário do Nordeste

01/10/2019 às 18h01

Suspeito foi atingido por dois tiros e morreu ainda no local. Foto: Rafaela Duarte/ Sistema Verdes Mares

O suspeito baleado durante uma tentativa de assalto próximo a uma parada de ônibus foi morto por um policial à paisana que reagiu ao crime, conforme a Secretaria da Segurança Pública (SSPDS). O caso aconteceu na Avenida Pontes Vieira, em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (30).

De acordo com o órgão, o suspeito, cuja identidade não foi revelada, realizava assaltos com um simulacro de arma de fogo em paradas de ônibus na região, quando anunciou o roubo para um policial militar, que estava de folga, em uma das paradas de ônibus.

VEJA TAMBÉM: 

Idosa esfaqueia suspeito após ter a casa invadida no estado do Ceará

Após reagir a assalto, vítima é morta a facadas por homem vestido de mulher no Ceará

Diante da situação, o militar deu ordem de prisão ao suspeito. Contudo, o assaltante apontou um simulacro na direção do policial. Este sacou a arma e atirou contra o homem, que morreu no local.

Após o crime, ainda segundo a SSPDS, o policial se apresentou no 2º Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada.

Fonte: Diário do Nordeste - https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/seguranca/online/assaltante-morto-em-parada-de-onibus-foi-baleado-por-policial-de-folga-em-fortaleza-1.2156236

Recomendado para você pelo google

AGRESSÃO AO MEIO AMBIENTE

VÍDEO: Após lutar contra fogo em serra, padre faz alerta sobre queimadas ‘criminosas’ em Cajazeiras

COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras abre campanha Outubro Rosa com entrega de mamógrafo para a população

ECONOMIA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe empresário José Kennedy e debate sobre o setor calçadista no Brasil

JUSTIÇA

VÍDEO: Xeque Mate promove debate entre promotor e advogado sobre nova lei de abuso de autoridade