header top bar

section content

Sargento da polícia é investigado por suspeita de estuprar criança no Ceará

O processo administrativo sobre o caso foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (6), e a investigação será feita Controladoria Geral de Disciplina

Por G1CE

08/11/2019 às 07h13

Criança informou que era assediada desde os oito anos de idade.

Um sargento da Polícia Militar do Ceará é investigado por suspeita de estuprar uma criança de 10 anos no município de Varjota. O processo administrativo sobre o caso foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (6), e a investigação será feita Controladoria Geral de Disciplina, órgão que apura denúncias contra agentes de segurança do Ceará.

A criança afirmou em boletim de Ocorrência que o sargento levou ela e outra garota, de 9 anos, para o banheiro na casa dela, onde era realizada uma confraternização em família em 7 de outubro. De lá, as duas crianças fugiram às pressas e uma delas relatou ao pai ter sofrido abuso.

Conforme o documento oficial, a criança informou também que foi estuprada pelo sargento em julho de 2018. Disse ainda que os assédios praticados pelo suspeito aconteciam desde que ela tinha oito anos de idade. A menina relatou que o militar dizia que ela não falasse nada sobre os abusos para os familiares e amigos.

O Conselho de Disciplina instaurado, segundo o Diário Oficial, vai apurar as possíveis transgressões disciplinares cometidas pelo sargento e a incapacidade moral de permanecer na Polícia Militar.

Fonte: G1CE - https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2019/11/07/sargento-da-policia-e-investigado-por-suspeita-de-estuprar-crianca-no-ceara.ghtml

Recomendado para você pelo google

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: advogado sousense fala sobre a redução da maioridade penal. Você é contra ou a favor?

VÍDEO

Dra Paula fala sobre dificuldades na gestão do seu esposo em Cajazeiras e diz ser contra demissões