header top bar

section content

Cinco acusados pela morte da travesti vão a júri

Seis acusados estão presos; um deles recorreu e não vai a julgamento.

Por G1

04/04/2018 às 11h11

Dandara foi espancada em uma das ruas de Fortaleza em fevereiro e morta a tiros (Foto: Arquivo Pessoal)

Cinco acusados pela morte da travesti Dandara dos Santos vão a júri nesta quinta-feira (5). Eles vão ser julgados por homicídio doloso triplamente qualificado. Dandara foi espancada com murros, pedradas, chutes na cabeça, golpes de pau, e depois morta a tiros no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza, em fevereiro do ano passado. Ao total, 12 pessoas estão envolvidas no assassinato da travesti, sendo quatro delas menores de idade.

De acordo com o advogado da família de Dandara, Hélio Leitão, dos 12 assassinos, seis estão presos e dois foragidos. Os adolescentes cumprem medidas socioeducativas por participação no caso.

Os acusados presos são Francisco José Monteiro de Oliveira Junior, conhecido como Chupa Cabra; Jean Victor Silva Oliveira; Rafael Alves da Silva Paiva, com apelidos de Fael ou Buiu; Isaias da Silva Camurça, de apelido Zazá; e Francisco Gabriel Campos dos Reis, vulgo Didi ou Gígia.

Júlio César Braga da Costa, também preso pelo crime, recorreu na Justiça e não vai a júri por ter alegado não haver elementos de prova suficientes que o submeta ao julgamento, afirma Hélio Leitão.

Ainda segundo Leitão, as qualificadoras do homicídio doloso são motivação torpe, crueldade e adoção de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Travesti Dandara foi apedrejada e morta a tiros no Ceará, diz secretário
O julgamento acontece mais de um ano após o crime. Dandara, então com 42 anos, foi morta no dia 15 de fevereiro de 2017, no Bairro Bom Jardim. Na época, um vídeo circulou nas redes sociais mostrando a crueldade do crime.

Em entrevista ao G1 no último mês de fevereiro, Francisca Ferreira, mãe de Dandara, afirmou que a morte da filha ainda a fazia chorar todos os dias.

G1

Fonte: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/cinco-acusados-pela-morte-da-travesti-dandara-dos-santos-vao-a-juri.ghtml

Tags:
PRIVILÉGIOS JURÍDICOS

VÍDEO: A lei é igual para todos? Programa Xeque-Mate discute foro privilegiado com promotor e advogado

FIM DE SEMANA

Cia de teatro arte tramática apresenta “As Malditas” no Teatro Ica em Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o preparador físico do Atlético de Cajazeiras Ivanildo Dunga; Confira!

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Dimas Andriola e Sara Samirys