header top bar

section content

Presidente de Comitê fala sobre audiência em São José de Piranhas e cobra conclusão da transposição

Quanto ao ramal para o Vale do Piancó, João Paulo relembrou que há um projeto defendido pelos representantes políticos da região.

Por Luzia de Sousa

07/06/2018 às 18h00

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó Piranhas-Açu, João Paulo Varela, em entrevista à TV Diário do Sertão nesta quinta-feira (7), cobrou celeridade para conclusão do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco.

+ MPF dá 20 dias de prazo Dnocs apresentar plano de segurança do açude de Coremas, Sousa e Cajazeiras

João Paulo está participando de audiência pública que se iniciou nesta quinta e será concluída nessa sexta-feira (8), em São José de Piranhas, Sertão da Paraíba, com a Agência Nacional das Águas, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, o Ministério da Integração e representantes políticos para pedir a conclusão das obras.

De acordo com o presidente do Comitê, representantes da ANA da Paraíba e Rio Grande do Norte vão falar sobre a tarifação e os desafios das águas transpostas, além dos demais órgãos responsáveis pelas obras.

Quanto ao ramal para o Vale do Piancó, João Paulo relembrou que há um projeto defendido pelos representantes políticos da região, mas destacou a importância do complexo Coremas-Mãe D´Água para receber as águas do Velho Chico.

Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica

Ele disse esperar a conclusão da transposição o mais rápido possível, porém, explicou que a previsão para o fim dos serviços será dada no curso da audiência pública.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula