header top bar

section content

Raio mata vacas em fazenda no interior

Vacas tentaram se proteger da chuvas embaixo de uma árvore, quando foram atingidas pelo raio.

Por Luzia de Sousa

27/01/2018 às 05h57 • atualizado em 27/01/2018 às 07h03

Vacas tentaram se abrigar da chuva quando foram atingidas pelo raio (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares Cariri)

Quatro vacas morreram ao serem atingidas por um raio na tarde desta quinta-feira (25), no município de Cedro, Região Centro-Sul do Ceará. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a chuva foi de apenas 9,7 milímetros e durou cerca de uma hora.

Apesar de rápida, a chuva foi acompanhada de ventania e raios. As vacas tentaram se proteger da chuva e se abrigaram embaixo de uma árvore, quando foram atingidas pelo raio. De acordo com a dono do rebanho, os animais estavam saudáveis e só após a chuva – já na manhã desta sexta-feira (26) – constatou a morte das vacas.

Ainda conforme a Funceme, a previsão é de mais chuva em Cedro no fim de semana, com a possibilidade ocorrência de raios.

Como se proteger
Dentro de casa: evitar o uso do celular, secador de cabelo e ferro elétrico conectados à tomada. Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica. Evitar consertos de instalações elétricas e se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.
Fora de casa: evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas. Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.

G1

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula